Ratos no porão

Foi numa manhã de pouco movimento na praça que um retratista ouviu o dono de uma pensão que ficava no largo da igreja velha reclamar para outro fotógrafo: 
-Camarada, não sei mais o que eu faço... Está aparecendo tanto rato na minha pensão que o movimento lá só está definhando. E o pior é que têm aparecido umas ratazanas pretas enormes que minha muié tá morrendo de medo, assim como as empregadas que trabalham por lá...

E lamentavam o caso até que o retratista entrou sem ser convidado no papo:

-Olha companheiro, estava escutando sua conversa com o colega aí e não pude deixar de notar sua aflição. Lá na minha terra, lá pras bandas de Minas Gerais, quando acontece de aparecer essas ratazanas pretas nas casas, eles arranjam uns ratos brancos.
O rato branco come todos os ratos pretos. É impressionante...
E o dono da pensão ficou com aquilo na cabeça e tratou de arrumar alguns ratos brancos pra colocar na pensão antes do final de semana. 

Passados dois dias, lá veio ele com uma gaiola e uma meia dúzia de ratos brancos enormes pra soltar nos porões da pensão a fim de sanar o problema das ratazanas pretas.

Algumas semanas depois, ele foi dar uma bronca no retratista dono daquela ideia mirabolante que não deu em nada e que fez com que o movimento da pensão fosse caindo cada vez mais.

Isso por que começou a aparecer nos quartos da pensão uns ratos cinza, uns rajados, outros preto e branco...